VIZINHOS: A ARTE DE VIVER EM COMUNIDADE

As pessoas com quem convivemos são as que fazem diferença em nossas vidas. Nada melhor do que estar rodeado por amigos que proporcionam momentos de alegria e diversão, não é mesmo? Viver em comunidade influencia também nossa qualidade de vida, afinal conhecemos pessoas diferentes e começamos a participar de mais atividades sociais, o que traz mais momentos de maior felicidade e bem-estar.

Melhor ainda quando conseguimos estabelecer essa relação, em especial, com nossos vizinhos. Nesse caso, as áreas comuns, como praças, clubes, academia e salão de jogos, facilitam o encontro de pessoas. Confira algumas dicas que podem ajudar a desenvolver essa vida em comunidade com sua vizinhança.

Estimule a prática de esportes

Isso pode ser feito de maneira que se atinjam todas as idades. Para a criançada vale organizar campeonatos de futebol, vôlei, natação, videogame, bicicleta ou até brincadeiras como esconde-esconde e corrida de sacos. Para os adultos, um grupo de caminhada ou a contratação de profissionais, como professores de educação física e fisioterapeutas, para dar aulas exclusivas na academia e no espaço fitness, podem ser boas pedidas. Dica: solte a imaginação. Jogos de tabuleiro estão em alta novamente. E que tal uma noite de mímicas com o jogo Imagem & Ação?

Ações sustentáveis

Existem diversos temas de sustentabilidade que podem ser abordados em oficinas coletivas. Algumas são bem simples, como a de brinquedos para crianças, que utiliza papelão, papel e plástico para fazer brinquedos com materiais reciclados e abusa da criatividade dos pequenos.

A destinação correta dos resíduos gerados também pode ser tema de uma oficina sobre compostagem doméstica, que trata da “reciclagem” da matéria orgânica. Outra ação que gera engajamento é organizar um grupo de voluntários para promover projetos no entorno, auxiliando alguma comunidade carente ou prestando algum serviço para escolas e ONGs.

Despertar esse consenso coletivo gera ainda mais o sentimento de pertencer a um lugar, de ser dono daquilo, o que faz com que o empreendimento seja ainda mais vivo.

Troque e reaproveite

Promover feiras de troca de livros ou itens como roupas, brinquedos e utensílios domésticos também pode ser mais um tipo de evento para organizar. É um modo de praticar o desapego e de incentivar seu vizinho a reaproveitar, em vez de adquirir algo novo. Compartilhe ferramentas específicas com seus vizinhos, como furadeira. O consumo colaborativo é uma tendência que veio para ficar, uma forma de colaborar com o meio ambiente e economizar financeiramente.

Vamos festejar!

Tem jeito melhor de reunir todo mundo do que uma boa festa? Organize um calendário com datas festivas, como Carnaval, Halloween, festa junina, Dia dos Pais, das Mães e das Crianças. Cada um pode contribuir com um prato de doce ou salgado ou então é possível arrecadar uma quantia de cada morador participante para deixar a festa ainda mais animada. Já pensou em contratar atrações especiais, como bandas, DJs, bufês e monitores? Dá para abusar da criatividade e organizar também um concurso de fantasias, decoração, danças. Vale tudo para divertir a galera!

A comunicação faz a diferença

Hoje há diversos meios de comunicação gratuitos, basta ter alguém que domine um pouco de mídias sociais para estruturar uma página da associação dos moradores no Facebook ou criar um grupo no WhatsApp para trocar ideias, reforçar as datas das festas e reuniões, divulgar as fotos dos eventos etc. É uma forma de manter centralizado em um só local tudo o que acontece no empreendimento, além de ser mais um espaço para que todos possam interagir e compartilhar experiência. Se quiser ir além, vale pensar em um jornal mensal ou na criação de um site. Tudo é válido, desde que alguém seja o responsável por atualizar os materiais.

 

Lançamos um desafio! Tente colocar em prática pelo menos uma de nossas dicas e depois nos conte como foi. Vamos nessa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *