DICAS DO BETO: COMO ESCOLHER A MELHOR TINTA PARA SUA CASA?

Vai pintar a sua casa? Já que escolher a cor não é uma tarefa fácil e depende muito do gosto pessoal, vamos lhe ajudar com o básico, dando dicas dos tipos de tinta existentes no mercado e do que você precisa para começar uma pintura.

Látex, acrílico, esmalte, os tipos variam de acordo com a parede que será pintada, o ambiente e até mesmo o acabamento que você quer. Leve em consideração o local, se é interno ou externo, se tem algum fator que interfira na pintura como maresia, insolação, pois existem tintas específicas para cada localidade. Outro ponto é classificar a área como “molhada” que seriam o banheiro, a cozinha e a lavanderia, ou “seca” que são os quartos e salas. Para portões e outras ferragens, deve-se usar os esmaltes e, para as portas de madeira, o verniz.

Depois é só escolher o acabamento da tinta, ou seja, a aparência que deseja, como fosco, acetinado, brilho e semibrilho. Há também as opções sem cheiro e com secagem rápida para quem precisa retornar logo ao ambiente.

Os materiais utilizados para a pintura variam de acordo com cada aplicação. Mas o básico é: bandeja, lixa, rolo, fita crepe e papelão para não sujar o piso e cobrir rodapés. O rolo a ser escolhido depende do efeito que deseja, o modelo de lã de carneiro, por exemplo, é para paredes mais imperfeitas, já o sintético (de espuma) para as superfícies mais lisas que precisam de um acabamento mais detalhado.

Na hora da compra, cuidado com a vontade de economizar. Os produtos mais em conta podem não proporcionar bom recobrimento ou espalhamento, deixando a pintura manchada. Além disso, proliferam fungos mais rápidos que as demais por ter uma composição empobrecida de recursos que evitam esse problema.

Com tudo no carrinho, é hora de pintar! A preparação é bem importante, a escolha da massa correta e lixar bem a parede são fatores que influenciam no resultado final. Para os ambientes externos, como os muros, é preciso limpar com cloro para tirar os fungos. As massas devem corresponder ao tipo de tinta que será utilizada, massa acrílica para as áreas molhadas e a massa corrida para os ambientes secos.

Existem alguns métodos de como guardar a sobra da tinta, como colocar um filme plástico nas tampas das latas de tintas à base de água ou, para a base de óleo, utilizar um papel encerado, como o de seda ou manteiga, diretamente sobre a tinta, sempre limpando bem a borda da lata. Porém, o ideal é doar para alguém que precise porque a tinta pode sofrer alterações, se armazenada em local úmido ou com muito calor.

Agora… mãos à obra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *